NÃO, NÃO É COMO O VINHO DO PORTO
NÃO, NÃO É COMO O VINHO DO PORTO

NÃO, NÃO É COMO O VINHO DO PORTO

NÃO, NÃO É COMO O VINHO DO PORTO

Isto não fica melhor com o tempo

O primeiro post de 2017, este, é um total acaso. Podia ser sobre outra coisa qualquer, mas calhou ser sobre a última palestra que dei este ano, no IPAM. Obrigada mais uma vez a todos os que tiveram presentes (foram muitos, o dobro dos que vêem nas fotos, uma vez que eu só me lembrei de pedir para tirar uma foto muito depois de já ter acabo – não é muito fixe) obrigada aos alunos e à Professora tão querida. Obrigada pelo apoio que me dão todos os dias e por estarem sempre desse lado, este ano prometo que muita coisa vai mudar e que vão ouvir-me, ou ler-me, TODOS os dias – será que é uma boa ou má noticia? 🙂

***NOTA: só vou falar do fim de ano e do que passou, e das não resoluções daqui a uns dois dias por isso não fiquem muito entusiasmados ***

Não tem ficado melhor com o tempo, continuo a ficar muito nervosa, continuo a corrigir-me, a gaguejar, a ficar ansiosa com as vossas perguntas e a falar como se vos conhecesse há anos, mas apesar disto tudo, espero que me gostem de conhecer tanto como eu gosto de vocês!

Que este ano seja maravilhoso e nos faça sonhar ainda mais alto!

***NOTA: só vou falar do fim de ano e do que passou, e das não resoluções daqui a uns dois dias por isso não fiquem muito entusiasmados ***